temer

Cientistas estudam se, ao receber R$ 10 milhões, Temer ainda se qualifica como ‘corrupto íntegro’

Desde que executivos da Odebrecht disseram que Michel Temer recebeu R$ 10 milhões para campanha do PMDB, um grande desafio se encontra diante da ciência: saber se o presidente interino é um “corrupto íntegro” ou não.

Há uma corrente de estudiosos que pensa que Temer manteve a integridade, já que seu nome mal saiu nos jornais, ao contrário do que aconteceu com políticos do PT e outros do próprio PMDB. A falta de integridade, nesse caso, estaria nos órgãos de imprensa.

Quanto à corrupção, muitos acreditam que ela já se encontra tão disseminada no Brasil que deve existir um teto. Por exemplo, R$ 30 milhões. A partir daí, o desvio de dinheiro se caracterizaria corrupção. Até lá, não. Nesse caso, Temer não seria corrupto.

Mas há cientistas que discordam até mesmo da nomenclatura e dizem, usando o jargão técnico, que os políticos no Brasil são mesmo é um bando de ladrões.


Veja também

lista de janot

Deputado não é citado na lista de Janot e sofre discriminação de colegas

Brasília – Novato, eleito pela primeira vez para a Câmara nas últimas eleições, o deputado Afrânio …

Não esqueça de curtir também no Facebook:

CLOSE